A demanda por imóveis ainda segue aumentando mesmo com a queda de preços

Para os especialistas quem ainda está aguardando os preços caírem mais pode ser surpreendido com a falta de boas opões. Ainda não chegamos ao preço mínimo dos imóveis, mas estamos num patamar que pode ser inigualável no mercado imobiliário. Além disso, estão enganados os que estão esperando uma queda ainda maior nos aluguéis. A ausência de lançamentos pode fazer uma pressão maior sobre os preços, já que a demanda continuará crescendo de acordo com o crescimento demográfico do país.

Mesmo em momentos de instabilidade política e econômica, a melhor opção de proteção de patrimônio é em ativos duráveis, e os imóveis são um deles. Há várias pessoas observando o momento para compra e não deixam de avaliar as opções de adquirir novas unidades. Elas seguem a regra de comprar na baixa para ganhar na alta. Essa é uma das razões para se achar boas oportunidades no mercado. Consulte uma imobiliaria

imobiliaria
de sua cidade.

O mercado imobiliário sofreu uma forte queda e a tendência é de equilíbrio. Existe a expectativa de uma leve recuperação no final deste ano e as incorporadoras precisam reavivar seus negócios baseadas nesta realidade. Os imóveis de estoque dessas empresas têm valor. Eles são, em média, 30% inferior e entram em promoções que melhoram ainda mais os preços, gerando oportunidades de compra, especialmente para quem tem dinheiro disponível.